alttext




HERALDO CESAR ALVES COSTA.
Extração de Características para Identificação de Helicópteros em Radares de Defesa Antiaérea. 08/01/2008
1v. 97p. Mestrado
Orientador(es): MARCÍLIO CASTRO DE MATOS
Área(s) do conhecimento:
PROCESSAMENTO DIGITAL DE SINAIS
Linha(s) de pesquisa:
PROCESSAMENTO DE SINAIS
Resumo:
A capacidade de identificar helicópteros é uma característica bastante desejável em radares de defesa antiaérea, como uma forma alternativa de determinar se um alvo é amigo ou inimigo. Entretanto, essa ainda é uma tarefa desafiadora para qualquer sistema de radar. O método clássico para identificação de helicópteros utiliza o quociente entre o comprimento das pás e o número de pás do rotor principal, onde duas características do sinal são medidas: o tempo entre picos consecutivos no domínio do tempo e a velocidade da ponta da pá, no domínio da freqüência. Infelizmente, essas características são difíceis de serem medidas em ecos de alvos reais com altos níveis de ruído. Este trabalho mostra as dificuldades para realizar estas medidas, determina a freqüência de repetição de pulso necessária para a obtenção do eco do helicóptero sem falseamento, apresenta uma nova forma de modelagem do eco de helicóptero, propõe uma nova forma de análise de sinal complexo utilizando Transformada Wavelet Contínua e um novo método para a medição do tempo entre picos.
LINK PARA O TEXTO COMPLETO


ALEXANDRE DE MELLO SILVA. Aplicação de Verificação de Modelos a Programas de CLP: Explorando a Temporização. 28/01/2008
1v. 121p.
Orientador(es): ANTONIO EDUARDO CARRILHO DA CUNHA
Área(s) do conhecimento:
ENGENHARIA ELÉTRICA
Linha(s) de pesquisa:
AUTOMAÇÃO E CONTROLE 
Resumo:
Esta dissertação aborda a verificação de modelos aplicada a programas de Controladores Lógicos Programáveis (CLPs) com ênfase naqueles que constituem sistemas de tempo real, procurando dar seqüência ao trabalho de OLIVEIRA (2006). Este trabalho, também desempenha um papel no projeto de melhoria do processo de engenharia de programas de CLPs de Sistemas Instrumentados de Segurança (SIS). Este fato impõe dois objetivos a seremperseguidos: modelagem e especificação formais e automatizadas (para facilitar a utilização pelos futuros engenheiros usuários), e tratamento de programas com um número de entradas e saídas em escala industrial.
Os programas são considerados escritos em diagramas lógicos. O documento básico para extração das especificações formais é a Matriz de Causa e Efeito (MCE). Após uma parte introdutória que apresenta o trabalho e descreve sua seqüência principal, justifica-se a escolha do arcabouço teórico: autômatos temporizados, Matrizes de Limites de Diferenças (DBM) e o verificador UPPAAL; e um breve embasamento do mesmo é exposto.
Em seguida, são expostos trabalhos que têm como objeto de estudo a verificação de modelos de programas de CLPs por meio do uso da ferramenta UPPAAL, sendo pinçados seus conceitos principais, para comparação com o modelo adotado e auxílio na formulação das soluções.
Dessa análise emerge um registro sobre a verificação do modelo adotado utilizando-se a ferramenta UPPAAL e seus limites. Uma proposta de especificação de propriedades de tempo real é feita, aperfeiçoando a utilização de autômatos auxiliares chamados de observadores. Duas ferramentas, MCE2ctl e XML2SMV, são desenvolvidas perfazendo as contribuições, em resposta aos objetivos colocados anteriormente. MCE2ctl gera, a partir dum arquivo txt contendo uma MCE convertida de um arquivo xls, um arquivo txt com especificações em CTL próprias ao verificador SMV. XML2SMV converte um modelo xml num modelo codificado também para o verificador SMV.
LINK PARA O TEXTO COMPLETO


GEORGE SOUSA COSTA. Utilização da Verificação de Modelos para o Planejamento de Missões de Veículos Aéreos não-Tripulados. 29/01/2008
1v. 104p. Mestrado
Orientador(es): ANTONIO EDUARDO CARRILHO DA CUNHA, ROBERTO ADES
Área(s) do conhecimento:
ENGENHARIA ELÉTRICA
Linha(s) de pesquisa:
AUTOMAÇÃO E CONTROLE
Resumo:
Este trabalho trata do planejamento de missões de veículos aéreos não-tripulados (VANTs) por intermédio da aplicação de técnicas de verificação de modelos dinâmicos híbridos.
O objetivo no planejamento das missões consiste basicamente em determinar, com segurança, a exeqüibilidade das operações realizadas com VANTs, baseados na modelagem híbrida das características desses veículos, como também das missões que deverão realizar.
Dentro dessa perspectiva foi desenvolvida uma ferramenta, fruto de uma implementação que busca integrar o MATLAB e o PHAVer, na qual a partir das informações de parâmetros inerentes ao VANT e de sua respectiva missão foi possível avaliar toda a região alcançável pelo veículo no teatro de operações, bem como a influência do ambiente - o vento -, conjuntamente com a possibilidade de avaliação da demanda de combustível e seu valor ótimo para o cumprimento da missão.
Alguns resultados de ensaios específicos são apresentados, ilustrando diversos cenários em operações empregando-se VANTs na qual é feita uma análise crítica e exibida as diversas funcionalidades que a metodologia empregada possibilita.
LINK PARA O TEXTO COMPLETO


WAGNER JOSÉ MOREIRA. Identificação Linear a Parâmetros Variantes no Tempo de Sistemas Não-Lineares. 29/01/2008
1v. 106p. Mestrado
Orientador(es): PAULO CÉSAR PELLANDA, WALDEMAR DE CASTRO LEITE FILHO
Área(s) do conhecimento:
ENGENHARIA ELÉTRICA
Linha(s) de pesquisa:
AUTOMAÇÃO E CONTROLE
Resumo:
Esta dissertação aborda a identificação Linear a Parâmetros Variantes (LPV) no tempo de sistemas não-lineares.
Inicialmente, são apresentadas a fundamentação teórica e algumas técnicas de identificação de sistemas utilizadas atualmente e que contribuíram para o desenvolvimento da metodologia apresentada.
Em seguida, é desenvolvida uma metodologia analítica para identificação do modelo LPV, tema central deste trabalho. Considerando que um sistema não-linear pode ser representado por uma equação diferença variante no tempo, a variação dos seus coeficientes é aproximada por um polinômio dependente de um parâmetro , cujos valores, aliados a um conjunto de dados de entrada e de saída, supõem-se conhecidos. Com o objetivo de minimizar uma função custo quadrático médio, constrói-se um Sistema de Equações Lineares (SEL) que, ao ser resolvido, resulta nos coeficientes do modelo LPV identificado.
Além disso, mostra-se que os resultados podem ser melhorados realizando-se uma identificação por partes, dividindo-se os dados em intervalos menores de tempo. Assim, chega-se a um conjunto de modelos que representam o sistema original, ao invés de um modelo único. Apesar disso, a continuidade na região de transição entre modelos é garantida. Devem-se levar em conta os objetivos da identificação, de modo que os resultados estejam dentro da margem de erro considerada, mas o número de modelos identificados não seja elevado. O método é então estendido a sistemas multivariáveis do tipo MISO (do inglês Multiple Inputs Single Output), sendo que o número de coeficientes a serem identicados aumenta de acordo com o número de entradas do sistema.
Por fim, mostra-se que a identificação pode ser realizada utilizando um Filtro de Kalman, procedimento recursivo de estimação dos estados de um sistema, sendo que estes estados serão os coeficientes do modelo LPV que se deseja identificar.
A metodologia foi testada em modelos acadêmicos (massa-mola-amortecedor de 2a e 4a ordens), modelos no domínio aeroespacial (míssil não-linear e Veículo Lançador de Satélites - VLS) e sistemas com ruídos na saída.
LINK PARA O TEXTO COMPLETO


MARCELO DE ARAUJO OLIVEIRA. Identificação de Modelos no Domínio da Freqüência aplicada a Sistemas Dinâmicos Multivariáveis. 30/01/2008
1v. 128p. Mestrado
Orientador(es): ROBERTO ADES, GERALDO MAGELA PINHEIRO GOMES
Área(s) do conhecimento:
ENGENHARIA ELÉTRICA
Linha(s) de pesquisa:
AUTOMAÇÃO E CONTROLE
Resumo:
Neste trabalho, realiza-se um estudo na área de identificação de sistemas, cujo objetivo principal consiste em propor uma metodologia para obtenção das respostas em freqüência dos vários canais de uma planta linear multivariável. Considera-se que as plantas utilizadas possam ser modeladas como sistemas lineares e invariantes no tempo ou que, pelo menos, tenham um comportamento aproximadamente linear em cima dos pontos de operação escolhidos. A metodologia proposta complementa a técnica de identificação N2CACGO (SILVEIRA, 2006), que parte das respostas em freqüência dos canais para ajustar os modelos.
Para explicitar as limitações e vantagens da metodologia proposta, são apresentados seis exemplos elucidativos, sendo três deles acadêmicos. Os dois primeiros exemplos servem para avaliar parte da técnica desenvolvida e o terceiro, para simular a situação real encontrada em um processo de identificação de uma planta industrial, considerando que as entradas não possam ser manipuladas. No quarto exemplo, os modelos lineares de alguns pontos de operação de um míssil ar-ar são obtidos a partir das medidas dos sinais temporais de entrada e de saída de um modelo não-linear. A identificação de um modelo de um circuito funcionando como filtro, simulado no programa Multisim, é realizada no quinto exemplo. Por fim, é feita a identificação de um servo motor, onde discute-se a presença de ruídos nos sinais medidos.
Outro ponto explorado neste trabalho, é o aperfeiçoamento da metodologia de identificação N2CACGO. Trata-se de uma nova abordagem proposta, que tem como vantagem a possibilidade de obtenção de modelos com custos relativamente menores, especificamente para os casos que os dados de resposta em freqüência se ajustem melhor em modelos estritamente próprios. Os dados de resposta em freqüência, medidos no levitador magnético do Laboratório de Controle do IME, são utilizados na identificação de um modelo para ilustrar o aperfeiçoamento proposto.
LINK PARA O TEXTO COMPLETO


JORGE FREDERICO V. CAMPOS FLORES. Novas contribuições à Verificação Automática de Locutor para Fins Forenses. 11/02/2008
1v. 126p. Mestrado
Orientador(es): JOSÉ ANTONIO APOLINÁRIO JR., DIRCEU GONZAGA DA SILVA
Área(s) do conhecimento:
ENGENHARIA ELÉTRICA
Linha(s) de pesquisa:
PROCESSAMENTO DE SINAIS
Resumo:
Esta dissertação aborda contribuições à Verificação Automática de Locutor (VAL) independente do texto para fins forenses. Foi realizado um estudo prévio do mecanismo de produção da fala, das principais características dos sinais de voz em âmbito forense (pitch e formantes), de características de reconhecimento de áudio e fala que foram introduzidas no estudo da VAL (coeficientes de tonalidade, SFM, SCF e SSC) e dos coeficientes melcepstrais (MFCC) e de suas duas primeiras derivadas (coeficientes delta e delta-delta, respectivamente). Foi estudado, ainda, o mecanismo de extração de características com sincronismo por períodos de pitch.
Para o contexto forense, foi estudado também o estado da arte dos protocolos de perícia fonética atualmente existentes no Brasil. Ao fim desse estudo, implementou-se uma técnica que emprega histogramas dos formantes extraídos dos sinais de voz, conhecida como Distribuição de Formantes a Tempo Longo (LTF).
Sob o ponto de vista matemático, foram estudadas as técnicas que dão suporte às avaliações de VAL: a estimação ML dos parâmetros dos modelos GMM (algoritmo EM), uma nova técnica de estimação ML do modelo GMM baseada na redução de dimensão utilizando matrizes de projeção selecionadas via algoritmos genéticos (EM-GA) e uma técnica anteriormente proposta que emprega projeção aleatória (EM-RP). Também foi realizado um estudo dos Discriminantes de Fisher sob o aspecto de avaliação das características mais discriminativas na tarefa de verificação.
Os resultados da avaliação da VAL, com suporte da análise do Discriminante de Fisher, são mostrados em três fases distintas: na primeira, é avaliada a VAL pela técnica LTF; na segunda, são avaliados os modelos GMM (via algoritmo EM simples) das características MFCC, SSC, SCF, tonalidade e SFM de forma isolada e em conjunto; finalmente, na terceira, é avaliado o ganho de desempenho do algoritmo EM-GA sobre os algoritmos EM e EM-RP e sua correspondência com o ganho de verossimilhança dos modelos GMM obtido em duas situações: EM-RP versus EM e EM-GA versus EM.
LINK PARA O TEXTO COMPLETO


RODRIGO DE PAULA PEREIRA. Robustez e Sensibilidade Paramétrica de Controladores Com Base na Identificação Bayesiana - Abordagem Contínua. 12/02/2008
1v. 123p. Mestrado
Orientador(es): GERALDO MAGELA PINHEIRO GOMES, PAULO CÉSAR PELLANDA
Área(s) do conhecimento:
ENGENHARIA ELÉTRICA
Linha(s) de pesquisa:
AUTOMAÇÃO E CONTROLE
Resumo:
Este trabalho trata das técnicas PRCBI (Parameter Robust Control by Bayesian Identification) e PRABI (Parameter Robust Analysis by Bayesian Identification) e propõe uma metodologia para a síntese de controladores robustos à variações paramétricas considerando especificações de perfomance. Esta metodologia é obtida melhorando algumas características numéricas destas técnicas.
O método PRCBI foi originalmente desenvolvido para ser aplicado a sistemas de tempo discreto. Esta dissertação apresenta, como um complemento de um trabalho apresentado anteriormente da literatura de controle, uma extensão da técnica PRCBI para sistemas de tempo contínuo e mostra alguns resultados numéricos e comparações. São obtidos melhores resultados, em termos da robustez, com a implementação de algumas mudanças no critério de otimização do algoritmo de robustecimento e normalizando os parâmetros nominais.
Um novo método baseado na técnica PRABI para o cálculo do raio da hiperesfera de estabilidade é também apresentado. Esta técnica modificada é menos sensível a diferenças entre os parâmetros nominais e a espaços paramétricos com gometria irregular.
Estes métodos de síntese de controle e análise são testados em exemplos acadêmicos bem como em exemplos reais.
LINK PARA O TEXTO COMPLETO


THIAGO VIEIRA NOGUEIRA COELHO. Estudo de Sistemas de Comunicação Utilizando Óptica no Espaço Livre. 20/03/2008
1v. 103p. Mestrado
Orientador(es): MARIA THEREZA MIRANDA ROCCO GIRALDI
Área(s) do conhecimento:
TELECOMUNICAÇÕES
Linha(s) de pesquisa:
ELETROMAGNETISMO APLICADO
Resumo:
A tecnologia óptica no espaço livre consiste na transmissão óptica sem fio utilizando o espaço livre como meio de transmissão e lasers de alta potência como transmissores.
Por ser uma tecnologia sem fio torna-se uma opção mais econômica que a fibra óptica possibilitando que o usuário final receba taxas de transmissão elevadas.
Nesta dissertação foram abordados os fenômenos aos quais o feixe óptico está sujeito quando se propaga na atmosfera e suas conseqüências em termos de desempenho do enlace no que tange ao alcance, a taxa de erros de bits e a disponibilidade do mesmo.
Foi desenvolvido um modelo em Matlab que representa o canal de propagação óptica no espaço livre e comparou-se as respostas deste com as do modelo existente no software comercial Optisystem 5.0. Os resultados obtidos são bastante concordantes.
Foram realizadas investigações para observar as conseqüências em termos de desempenho do enlace em função de variações em alguns parâmetros do mesmo, principalmente em termos de comprimento de onda, divergência do feixe óptico e aumento na área do transceptor, além das conseqüências das diversas condições atmosféricas no comportamento do feixe óptico.
Para finalizar, o cálculo da disponibilidade do enlace foi realizado com dados das condições meteorológicas das cidades do Rio de Janeiro e de Manaus e determinou-se que o alcance do enlace para condições de disponibilidade de 99% nestas duas cidades ficou em uma faixa entre 500 a 1500 metros, dependendo dos parâmetros de projeto.
LINK PARA O TEXTO COMPLETO


JORGE VALLIM GUIMARÃES. Ensaios de proficiência em compatibilidade eletromagnética: Programa exploratório de medidas de emissão radiada. 14/05/2008
1v. 120p. Mestrado
Orientador(es): JOSÉ CARLOS ARAUJO DOS SANTOS, MAURÍCIO HENRIQUE COSTA DIAS
Área(s) do conhecimento:
ENGENHARIA ELÉTRICA
Linha(s) de pesquisa:
ELETROMAGNETISMO APLICADO
Resumo:
Este trabalho descreve os processos e os fundamentos relativos à condução de um ensaio de proficiência por comparação interlaboratorial de medidas em compatibilidade eletromagnética. Nele são apresentados os problemas relacionados à compatibilidade eletromagnética e ao papel dos ensaios de proficiência como ferramenta para demonstrar a competência técnica dos laboratórios de ensaio.
São revistos os fundamentos teóricos e normativos relacionados aos ensaios de proficiência, o papel das entidades regulamentadoras e as práticas adotadas para a condução dos ensaios de proficiência e para a análise dos resultados.
São apresentados os resultados de uma rodada de um programa exploratório de comparação interlaboratorial baseado no ensaio de emissão radiada, conforme a norma CISPR 22, e a análise destes resultados.
LINK PARA O TEXTO COMPLETO


SEBASTIAN ESPINOSA RUEDA. Otimização de Sistemas Celulares de Terceira Geração - Uma Abordagem Utilizando Algoritmos Genéticos. 02/06/2008
1v. 113p. Mestrado
Orientador(es): PAULO ROBERTO ROSA LOPES NUNES
Área(s) do conhecimento:
TELECOMUNICAÇÕES
Linha(s) de pesquisa:
PROCESSAMENTO DE SINAIS
Resumo:
Este trabalho aborda o tema de otimização de redes celulares de Terceira Geração com Algoritmos Genéticos. O padrão WCDMA é considerado hoje como o próximo passo na evolução dos sistemas de Segunda Geração que utilizam o padrão GSM. Devido à complexidade do padrão e ao crescimento da demanda de serviços de voz e dados o sistema UMTS precisa de um processo de otimização permanente e assistido por um algoritmo computacional, onde os resultados finais são valores dos parâmetros do sistema que estão sob supervisão do engenheiro de campo. Isto faz com que o sistema UMTS permita encontrar o equilíbrio entre a capacidade instalada e a cobertura oferecida pelo sistema.
O nível de potência do Canal Piloto Comum (CPICH) do padrão WCDMA é uma ferramenta importante para conseguir esse equilíbrio. O objetivo deste trabalho é maximizar a capacidade oferecida para todos os serviços do padrão, minimizando o número de usuários sem cobertura. Na otimização do modelo matemático, o desempenho do Algoritmo Genético é comparado com outras 2 heurísticas de otimização utilizadas na literatura: Recozimento Simulado e Busca Direta. Uma nova proposta de otimização é apresentada e seu desempenho é comparado com os resultados dos algoritmos previamente considerados.
Dados reais de uma rede UMTS na cidade de Lisboa são empregados nas simulações computacionais e mapas de cobertura. As heurísticas conseguiram incrementar a capacidade média oferecida pelo sistema, minimizando a quantidade de usuários sem cobertura. Porém, a solução proposta pelo Algoritmo Genético mostrou-se como a mais adequada para ser implementada.
LINK PARA O TEXTO COMPLETO


FÁBIO LUIZ FIRMINO. Simulação e Controle de um Helicóptero a partir de Modelos Linearizados em Sete Pontos de Operação. 19/08/2008
1v. 126p. Mestrado
Orientador(es): ROBERTO ADES, ANTONIO EDUARDO CARRILHO DA CUNHA
Área(s) do conhecimento:
ENGENHARIA ELÉTRICA
Linha(s) de pesquisa:
AUTOMAÇÃO E CONTROLE
Resumo:
Este trabalho realizou um estudo sobre modelagem e aplicação de técnicas de controle em cima de um modelo de helicóptero, linearizado em sete pontos de operação, determinados pela velocidade longitudinal do aparelho. A cada ponto de operação corresponde uma realização em espaço de estados com três entradas e oito estados. O modelo não-linear completo do helicóptero não estava disponível. As entradas das realizações são comandos angulares nas pás e os estados são as velocidades lineares e angulares, bem como os ângulos de orientação da aeronave.
Os modelos foram parametrizados polinomialmente em uma única realização em espaço de estados, em função do parâmetro que determina a velocidade longitudinal da aeronave. Em uma segunda fase, o modelo parametrizado polinomialmente foi transformado para a forma LFT. As matrizes do novo modelo alcançaram dimensões muito elevadas, que puderam ser reduzidas através da adaptação da técnica de redução de ordem de modelos por realização balanceada.
O controle do modelo LFT reduzido é realizado utilizando-se reguladores lineares quadráticos e técnicas de rastreamento a partir de um sinal de referência. Trabalhou-se em quatro cenários de controle: no primeiro cenário, utiliza-se um único controlador para todos os sete modelos linearizados; no segundo cenário, estabiliza-se cada modelo linearizado por um correspondente controlador; no terceiro cenário, os modelos são calculados em faixas paramétricas estreitas, de forma a variarem quase continuamente, sendo estabilizados por um único controlador; no quarto cenário, os controladores são também parametrizados e utilizados com os modelos, conforme o terceiro cenário.
As simulações são realizadas nos quatro cenários de controle para vários tipos de comando de entrada. Para reduzir efeitos transitórios, foram determinados os valores de correção angular e de velocidade longitudinal nas transições de modelo. A resposta da aeronave é verificada através dos sinais dos estados e da trajetória executada. Por fim, realiza-se simulações utilizando-se uma técnica de rastreamento.
LINK PARA O TEXTO COMPLETO


LEANDRO BASILIO DOS SANTOS. Análise de Sistemas de Comunicação Utilizando Óptica no Espaço Livre. 09/11/2008
1v. 113p. Mestrado
Orientador(es): MARIA THEREZA MIRANDA ROCCO GIRALDI
Área(s) do conhecimento:
TELECOMUNICAÇÕES
Linha(s) de pesquisa:
ELETROMAGNETISMO APLICADO
Resumo:
As comunicações ópticas em espaço livre, FSO, se caracterizam pela transmissão de informação através de feixes ópticos propagando-se diretamente na atmosfera. Assim oferecem taxas de transmissão elevadas, dispensando o uso de fibras, permitindo a redução de custos e aumentando a rapidez de instalação. Devido a estas características, esta tecnologia é uma forte candidata para superar o gargalo atualmente observado nas redes de acesso. Contudo, projeto criterioso sempre deve ser elaborado devido à atenuação imposta ao sinal na propagação pela atmosfera.
Por ser uma tecnologia óptica, o FSO, permite o uso de diversas técnicas de modulação, dentre as quais se destaca a multiplexação por sub-portadoras, SCM. A associação desta técnica ao FSO permite a obtenção de taxas mais elevadas sem aumento da complexidade da modulação óptica.
Neste trabalho é apresentado um estudo dos sistemas FSO, com foco voltado aos diversos efeitos que ocorrem ao sinal óptico durante a sua propagação pela atmosfera, os quais lhe causam atenuação. É realizado, também, um estudo do sistema de multiplexação por sub-portadora para que este possa ser usado sobre um enlace FSO.
Além disto, foram realizadas diversas simulações de enlaces FSO e SCM, as quais podem ser utilizadas no projeto e estimação do desempenho destes enlaces. Foi simulado, ainda, o uso do padrão de modulação IEEE 802.11b, presente nas redes sem-fio, na geração de um sinal SCM para posterior transmissão sobre enlace FSO. Comprovando-se, assim, a viabilidade de operação de tal sistema. Foi proposto e testado, um esquema de duplexação que permite o uso de placas de rede wi-fi para a obtenção do referido sinal SCM.
Foram montados enlaces FSO experimentais, onde se verificou a importância do alinhamento entre os telescópios transmissor e receptor e a necessidade de uso de bases para estes com elevada estabilidade. Os enlaces montados foram testados através da transmissão de dados com o uso de conversores de mídia Gigabit Ethernet, onde se verificou que o enlace FSO não afetou o desempenho dos conversores de mídia.
LINK PARA O TEXTO COMPLETO


ADRIANO GOMES SOUZA BARROS. Identificação de Modelos de um Forno Refervedor Atmosférico e de uma Unidade de Processamento de Gás Natural. 22/12/2008
1v. 102p. Mestrado
Orientador(es): ROBERTO ADES, PAULO CESAR PELLANDA
Área(s) do conhecimento:
ENGENHARIA ELÉTRICA
Linha(s) de pesquisa:
AUTOMAÇÃO E CONTROLE
Resumo:
A modelagem de plantas industriais é um assunto complexo e pode ser abordado de diversas formas. Uma delas é através das leis físicas e químicas que regem a dinâmica destas plantas. Esta opção é normalmente impraticável diante dos diversos fenômenos existentes. As técnicas de identificação de modelos surgem como uma alternativa à modelagem convencional. Basicamente, procuram ajustar modelos numéricos a partir de medidas dos sinais de entrada e de saída da planta.
O estudo se refere à modelagem de duas unidades de processo existentes na Petrobras. A primeira é o Forno Refervedor Atmosférico, que é um equipamento utilizado na unidade de destilação atmosférica da refinaria, sendo grande consumidor de energia. A segunda é a unidade de processamento de gás natural, responsável pela recuperação do líquido de gás natural, que é uma das frações de maior valor agregado do processo. Além disso, esta unidade regula as especificações do gás natural para o consumo industrial, residencial e veicular.
Nesta dissertação, realizou-se um estudo na área de identificação de modelos utilizando técnicas no domínio do tempo e no da freqüência. As plantas foram identificadas a partir de modelos discretos da forma ARX e FIR, empregando medidas obtidas diretamente nesses processos. As respostas em freqüência dos modelos discretos calculados foram comparadas com as obtidas por uma metodologia freqüencial utilizada nos dados medidos. É possível chegar a um novo modelo do processo a partir da resposta em freqüência. Uma das finalidades desta modelagem é a aplicação no sistema de Controle Avançado (CAv) da Petrobras.
LINK PARA O TEXTO COMPLETO