alttext



ALESSANDRA CONCEIÇÃO DA SILVA RODRIGUES.
Modulação adaptativa para canais WSS-US baseada na detecção de erros de equalização. 01/06/2006
1v. 103p. Mestrado
Orientador(es): JURACI FERREIRA GALDINO
Área(s) do conhecimento:
SISTEMAS DE TELECOMUNICAÇÕES
Linha(s) de pesquisa:
PROCESSAMENTO DE SINAIS
Agência financiadora:
CAPES - DS
Resumo:
Este trabalho aborda o tema de modulação adaptativa para canais caracterizados pelo efeito de desvanecimento seletivo em freqüência e variante no tempo. Uma nova técnica de modulação adaptativa é proposta e seu desempenho é avaliado e comparado com o de técnicas de modulação convencionais, bem como com o de outra técnica de modulação adaptativa que foi proposta para o mesmo modelo de canal de comunicação aqui considerado. A técnica proposta, que se baseia na detecção de erros de decisão através do emprego do conceito recentemente proposto de Diversidade em Filtragem, pode, em princípio, ser empregada em qualquer esquema de recepção. Porém, para fins de sua apresentação, foi considerado um receptor que adota o DFE (Decision Feedback Equalization) para combater o efeito da interferência entre símbolos, que é tipicamente provocada por canais com desvanecimento seletivo em freqüência. As avaliações e comparações de desempenho são realizadas via simulação computacional de Monte Carlo, tendo como figuras de mérito a taxa de erro e a eficiência espectral do sistema. Os diversos resultados obtidos sob variadas condições de simulação indicam que o esquema de modulação adaptativa proposto apresenta melhores características de desempenho que as demais técnicas aqui investigadas, tanto as de modulação fixa quanto a de modulação adaptativa.
LINK PARA O TEXTO COMPLETO


ARTHUR HENRIQUE GOES SAMARY. Técnicas de combate a propagação de erros de decisão em equalizadores DFE. 01/10/2006
1v. 102p.
Orientador(es): JURACI FERREIRA GALDINO, ERNESTO LEITE PINTO
Área(s) do conhecimento:
SISTEMAS DE TELECOMUNICAÇÕES
Linha(s) de pesquisa:
PROCESSAMENTO DE SINAIS 
Agência financiadora:
CNPq
Resumo:
Este trabalho aborda o tema de combate à propagação de erros em esquemas de equalização do tipo DFE (Decision-Feedback Equalization). Trata-se de um tema atual e importante tendo em vista que busca solucionar um dos principais problemas do DFE, esquema de equalização que tem recebido grande atenção devido ao seu bom compromisso entre desempenho e complexidade computacional. Dois objetivos principais nortearam esse trabalho. O primeiro deles é realizar uma avaliação comparativa entre três técnicas de combate à propagação de erros em equalizadores DFE existentes na literatura: E-DFE(do termo em inglês DFE with erasures) que realiza apagamento nos símbolos decididos antes de empregá-los na realimentação; S-DFE (do termo em inglês soft DFE) que utiliza decisões suaves na realimentação e C-DFE (do termo em inglês Constrained DFE) que realiza o controle de potência na seção de realimentação do equalizador. O segundo objetivo é propor uma nova estratégia de combate à propagação de erro, aqui chamada de DF-DFE (do termo em inglês DFE with diversity in filtering). Esta técnica se baseia no conceito de diversidade em filtragem para atribuir graus de confiabilidade ao símbolo decidido e, desta forma, escolher a melhor maneira de utilizá-lo na realimentação do DFE, no sentido de reduzir a taxa de erro e o tamanho médio de surto. As avaliações e comparações de desempenho são realizadas via simulações computacionais de Monte Carlo, tendo como figuras de mérito a taxa de erro de bit, tamanho médio e comprimento de surtos. Os resultados aqui apresentados indicam clara vantagem do esquema proposto, mostrando melhores caracterísitcas de desempenho em relação às demais técnicas avaliadas, sobretudo quando se aumenta o alfabeto do esquema de modulação utilizado.
LINK PARA O TEXTO COMPLETO


BRUNO DE PINHO SILVEIRA. Identificação de Sistemas no Domínio da Freqüência para Aplicação em Veículos Aéreos Não-Tripulados. 01/11/2006
1v. 147p.
Orientador(es): ROBERTO ADES, PAULO CESAR PELLANDA
Área(s) do conhecimento:
CONTROLE DE PROCESSOS ELETRÔNICOS, RETROALIMENTAÇÃO
SISTEMAS ELETRÔNICOS DE MEDIDAS E DE CONTROLE

Linha(s) de pesquisa:
AUTOMAÇÃO E CONTROLE 
Resumo:
          A síntese de uma lei de controle para um sistema requer, previamente, a obtenção de um modelo matemático que descreva adequadamente o comportamento dinâmico da planta. Em geral, o modelo de um sistema pode ser obtido de duas maneiras distintas. A primeira consiste em utilizar as leis das ciências, como as Leis de Kirchhoff, Leis da Aerodinâmica, etc, que regem a sua dinâmica. Entretanto, se o sistema a ser modelado for complexo, essa abordagem pode não ser eficiente. As técnicas de identificação surgem como uma alternativa à modelagem convencional. Basicamente, consistem em estimar modelos a partir de um conjunto de dados de entrada/saída medidos do sistema. Neste contexto e motivada pelo Plano Básico de Ciência e Tecnologia do Exército (PBCT/EB), esta dissertação tem por objetivo desenvolver um método de identificação para aplicação em Veículos Aéreos Não-Tripulados (VANT). O objetivo do método de identificação proposto é minimizar o erro de ajuste entre as respostas em freqüência do modelo identificado e a do sistema sob análise. A função objetivo é baseada em norma quadrática. O problema de otimização formulado é convexo e sua solução global é obtida analiticamente para os sistemas monovariáveis e multivariáveis lineares e invariantes no tempo, usando conjuntos geradores. Para mostrar a eficiência do método proposto são apresentadas cinco aplicações de sistemas monovariáveis: dois exemplos acadêmicos; um modelo de um sistema com atraso temporal, com a metodologia gerando aproximações racionais próprias; o Levitador Magnético do Instituto Militar de Engenharia; e, por fim, uma aplicação onde o método de identificação é usado de maneira combinada com uma técnica de truncamento modal para a obtenção de modelos de ordem reduzida de sistemas elétricos de potência de grande porte. Neste último caso, foi utilizado o Sistema Elétrico de Potência Interligado Brasileiro, que tem mais de 1.600 estados. O método é também testado em três exemplos de sistemas multivariáveis: um turbo-gerador, um míssil ar-ar e uma aeronave de combate. Os elementos das matrizes funções de transferência estimadas têm denominador comum, isto é, as funções de transferência dos canais compartilham o mesmo conjunto de pólos. Um método para determinar as realizações em espaço de estados para as matrizes funções de transferência identificadas também é proposto. A Realização Quase-Mínima obtida é bloco-diagonal real e baseada na realização diagonal de Gilbert. Por fim, são apresentadas, resumidamente, a eletrônica embarcada e as fases de operação de um VANT. A complexidade envolvida na modelagem convencional de um helicóptero em escala reduzida é apresentada, com ênfase especial no papel do método de identificação.
LINK PARA O TEXTO COMPLETO


CARLOS ALBERTO PADILHA PINHEIRO. VEÍCULOS AÉREOS AUTÔNOMOS NÃO TRIPULADOS PARA MONITORAMENTO DE AMBIENTES DESESTRUTURADOS E COMUNICAÇÃO DE DADOS. 01/03/2006
1v. 219p.
Orientador(es): PAULO CESAR  PELLANDA, PAULO FERNANDO FERREIRA ROSA
Área(s) do conhecimento:
CONTROLE E AUTOMAÇÃO DE SISTEMAS PROPULSORES
VEÍCULOS E EQUIPAMENTOS DE CONTROLE

Linha(s) de pesquisa:
AUTOMAÇÃO E CONTROLE 
Resumo:
Veículos aéreos autônomos não tripulados, tomados individualmente ou organizados em frota, têm ampla aplicação potencial e grande complexidade. O paradigma de sistemas multiagentes é um dos instrumentos para o seu tratamento, pois lida com complexidade e com autonomia de agentes. Além disto, sistemas multiagentes podem modelar sistemas multirobôs, e a frota de veículos aéreos é um sistema multirobô. Tal modelagem facilita a condução de testes de hipóteses e de soluções de projeto do sistema multirobô representado, tanto pela redução acentuada dos custos dos procedimentos, quanto pela presteza com que os testes são preparados e os respectivos resultados obtidos. Testes efetuados com os próprios robôs são demorados, caros e arriscados. Os que usam modelos físicos de robôs são geralmente de custo também elevado. Os sistemas multiagentes constituídos por agentes de software são, assim, alternativa competitiva como instrumento de projeto e desenvolvimento de sistemas multirobôs. Esta dissertação trata da modelagem de um simulador de frota de veículos aéreos autônomos não tripulados. A frota deve operar em ambiente desestruturado e oferecer serviços de telecomunicações e de monitoramento do ambiente. O modelo do simulador visa a construção de um sistema multiagente composto de agentes de software. Além da modelagem em si, a dissertação trata da avaliação do modelo produzido, mostrando o desenvolvimento de subsistemas do simulador a partir do modelo.
LINK PARA O TEXTO COMPLETO


CARLOS HENRIQUE DA COSTA OLIVEIRA. Verificação de Modelos Aplicada ao Projeto de Sistemas Industriais Automatizados por Controladores Lógicos Programáveis. 01/08/2006
1v. 108p.
Orientador(es): EDUARDO CARRILHO, MARIO CÉSAR MELLO MASSA DE CAMPOS
Área(s) do conhecimento:
AUTOMAÇÃO ELETRÔNICA DE PROCESSOS ELÉTRICOS E INDUSTRIAIS
Linha(s) de pesquisa:
AUTOMAÇÃO E CONTROLE 
Agência financiadora:
CAPES – DS
Resumo:
A confiabilidade é um fator fundamental para os Sistemas Industriais Automatizados. Assim, é importante que o programa de aplicação do Controlador Lógico Programável (CLP), responsável pelo processo, atenda às corretas especificações para o funcionamento. A não conformidade com as especificações, sejam por implementação errônea de uma lógica ou pela não observação de aspectos da interação do CLP com os equipamentos externos, pode levar a prejuízos materiais, pessoais e ambientais. O objetivo deste trabalho é aplicar as técnicas de verificação de modelos (model checking) ao projeto de Sistemas Industriais Automatizados baseados em CLPs programados por Diagramas de Blocos Funcionais (DBFs). As contribuições deste trabalho são: Criação de um procedimento de tradução de programas escritos em DBF para a linguagem reconhecida pela ferramenta de verificação SMV usando carimbos, descrever um padrão para escrever especificações na linguagem da Lógica da Árvore da Computação CTL e propõe uma etapa de reprojeto, com base no contra exemplo.
LINK PARA O TEXTO COMPLETO


CATIA VALDMAN. Desenvolvimento e Teste de uma Sonda de Campo Elétrico para a Faixa de 2 a 3 GHz. 01/05/2006
1v. 98p.
Orientador(es): MAURÍCIO HENRIQUE COSTA DIAS, JOSÉ CARLOS ARAÚJO DOS SANTOS
Área(s) do conhecimento:
TEORIA ELETROMAG., MICROONDAS, PROPAGAÇÃO DE ONDAS, ANTENAS
Linha(s) de pesquisa:
ELETROMAGNETISMO APLICADO 
Agência financiadora:
 CNPq
Resumo:
Neste trabalho, duas sondas de campo elétrico foram implementadas a partir de dois cabos coaxiais semi-rígidos, e caracterizadas para a faixa de 2 a 3GHz. Visando a abranger todo o sistema de medição necessário para a calibração, baseado em normas vigentes nesta área, termos específicos foram identificados e conceitos básicos foram apresentados sobre sondas eletromagnéticas. Em seguida, a montagem das sondas foi descrita, bem como todo o procedimento para as suas caracterizações. Dentro deste contexto, foram realizadas simulações para investigar a influência das características físicas das sondas em parâmetros de avaliação previamente determinados (tensão, fator de performance e parâmetro de espalhamento S11). Por último, a caracterização das sondas foi realizada dentro de uma câmara semi-anecóica, cujos resultados foram apresentados e discutidos.
LINK PARA O TEXTO COMPLETO


DANIEL NAVES DE LUCES FORTE. ESTUDO DE SISTEMAS WDM INCLUINDO COMPENSAÇÃO DE DISPERSÃO. 01/07/2006
1v. 106p.
Orientador(es): MARIA THEREZA MIRANDA ROCCO GIRALDI, MARIA JOSÉ PONTES
Área(s) do conhecimento:
TEORIA ELETROMAG., MICROONDAS, PROPAGAÇÃO DE ONDAS, ANTENAS
Linha(s) de pesquisa:
ELETROMAGNETISMO APLICADO
Resumo:
O objetivo deste trabalho é estudar enlaces WDM de longa distância (centenas de km) operando a altas taxas de transmissão. A compensação de dispersão é incluída para canais operando a taxas de 10 Gb/s. O enlace óptico entre Campinas e São Paulo da Rede GIGA é usado como referência para o estudo apresentado e cuja caracterização experimental é confrontada com os resultados simulados. O estudo desse enlace prevê a definição da localização da fibra DCF no enlace e a configuração para operar com 08 e 16 canais à 10 Gb/s cada e com espaçamento entre canais de 200 e 100 GHz, respectivamente. Foram realizadas medições na rede experimental WDM instalada no Centro de Referência Tecnológica (CRT) da Embratel no Rio de Janeiro. Nestes experimentos, procurou-se investigar a variação do ganho e da figura de ruído dos amplificadores do sistema no caso da inserção e retirada de um canal. Através de simulação foi realizado o estudo para o upgrade do enlace de 03 canais à 2,5 Gb/s para 08 canais à 10 Gb/s. A técnica de compensação da dispersão investigada nesta pesquisa prevê a utilização de fibras compensadoras da dispersão (DCF) e as simulações foram realizadas para diversos comprimentos de DCF visando identificar o melhor compromisso entre baixa taxa de erro e desempenho uniforme dos canais. Um sistema monocanal 40 Gb/s, operando em fibras STD de até 4 km, foi analisado em simulação e uma configuração mais otimizada, com base em um receptor de melhor desempenho, foi proposta.
LINK PARA O TEXTO COMPLETO


DIOGO DIAS MUNHOZ. CODIFICAÇÃO DE SEQÜÊNCIAS ESTÉREO USANDO O CODIFICADOR H.264. 01/04/2006
1v. 126p.
Orientador(es): CARLA LIBERAL PAGLIARI, MARCELO DE MELLO PEREZ
Área(s) do conhecimento:
SISTEMAS DE TELECOMUNICAÇÕES
Linha(s) de pesquisa:
PROCESSAMENTO DE SINAIS 
Agência financiadora:
 CAPES - DS
Resumo:
Esta tese avalia o desempenho de quatro métodos de codificação de seqüências estéreo usando o codificador H.264/AVC (Advanced Video Coding). O primeiro método codifica cada seqüência estéreo como duas seqüências monoculares independentes explorando somente as redundâncias espaciais e temporais das mesmas, sem explorar as redundâncias binoculares presentes em cada par estéreo das seqüências. Este método aumenta a complexidade no tratamento dos dois trens de bits resultantes do processo de codificação, pois o mesmo necessita de sincronização na decodificação das seqüências no lado do decodificador. O segundo e o terceiro métodos, combinam cada quadro esquerdo e direito das seqüências estéreo em um único quadro contendo as duas vistas gerando assim uma única seqüência de quadros monoculares a ser codificada. Eles diminuem a complexidade da manipulação do trem de bits resultante do processo de codificação. Estes dois métodos usam a mensagem ”Supplemental Enhancement Information (SEI)”, e o decodificador pode sincronizar as vistas, bem como identificar a existência de um trem de bits estéreo. Assim como o método anterior, eles exploram somente as redundâncias espaciais e temporais das seqüências estéreo. O quarto método utiliza um estimador de disparidades no processo de codificação das seqüências estéreo. Esse método explora além das redundâncias espaciais e temporais, as redundâncias binoculares contidas em cada par estéreo. No entanto, o método acarreta um aumento na complexidade no manuseio do trem de bits resultante do processo de codificação pois gera três trens de bits, sendo então necessário sincronizar a decodificação das seqüências no decodificador. Outra desvantagem do quarto método é a necessidade de estimação e transmissão do mapa de disparidades no processo de codificação. O objetivo de se avaliar o quarto método, apesar da geração de três trens de bits, é avaliar a contribuição do estimador de disparidades no processo de codificação. Este ponto é justificável uma vez que os estimadores de movimento projetados para codificação de vídeo monocular podem não ser tão eficientes quando aplicados a vídeo estéreo devido às distorções perspectivas existentes nos pares estéreo. Entretanto, o codificador H.264/AVC que oferece suporte a múltiplos quadros de referência, diferentes tamanhos de blocos, estimação com precisão de sub-pixel, predição-intra e diferentes ferramentas de vídeo entrelaçado mostrou-se eficiente na codificação de vídeos estéreo. No entanto, ainda há a necessidade de se investigar o desempenho dos estimadores de movimento dos codificadores de vídeo monoculares que sejam eficientes frente a distorções perspectivas mais acentuadas. O objetivo é recomendar métodos capazes de obter boa taxa de compressão mantendo a compatibilidade com os decodificadores monoculares. Seqüências estéreo com diferentes graus de movimento e textura são avaliadas nesta tese.
LINK PARA O TEXTO COMPLETO


GLEYSON AZEVEDO DA SILVA. CONTRIBUIÇÃO À CRIPTOANÁLISE DE SINAIS DE VOZ CIFRADOS NO DOMÍNIO DO TEMPO. 01/01/2006
1v. 146p.
Orientador(es): JOSÉ ANTONIO APOLINÁRIO JR, LUIZ PEREIRA CALÔBA
Área(s) do conhecimento:
SISTEMAS DE TELECOMUNICAÇÕES
Linha(s) de pesquisa:
PROCESSAMENTO DE SINAIS
Resumo:
Essa dissertação representa uma contribuição aos métodos existentes de criptoanálise de sinais de voz cifrados no domínio do tempo. A técnica escolhida para estudo foi a Permutação de Segmentos Temporais, também conhecida pela sigla em inglês TSP (Time Segment Permutation), cujo processo de cifragem consiste no embaralhamento de blocos de N segmentos temporais em uma abordagem de “salto por janela”. Como o objetivo da criptoanálise é tornar inteligível uma informação cifrada sem ter o prévio conhecimento da chave (permutação, neste caso) usada no embaralhamento, a motivação da pesquisa desenvolvida neste trabalho foi apresentar um procedimento, de aplicação prática, que oferecesse melhor desempenho do que os métodos existentes. Para atingir o propósito desejado, uma investigação das seguintes características, utilizadas com sucesso em várias aplicações, foi realizada à luz da criptoanálise temporal: os coeficientes cepstrum, as freqüências do espectro de linha (Line Spectral Frequencies - LSF) e uma conjugação entre os coeficientes cepstrum obtidos através dos coeficientes preditores (LPCC) e os coeficientes cepstrum obtidos pela DFT (Discrete Fourier Transform) (LFCC). Outrossim, foram empregadas com o mesmo escopo a quantização vetorial (QV), a combinação de classificadores e um estudo preliminar de criptoanálise temporal através de redes neurais. Visando verificar objetivamente o desempenho de cada característica e ferramenta, foi proposta uma taxa de acerto com base na continuidade temporal do sinal decifrado; essa medida objetiva tem mostrado significativa correlação com a avaliação subjetiva. A aplicação prática de um método de criptoanálise depende da compensação de distorções introduzidas no sinal cifrado no percurso entre o transmissor e a aquisição do sinal pelo criptanalista. Apesar da relevância do efeitos introduzidos por essas distorções, a pesquisa divulgada nessa área faz pouca ou nenhuma menção de como compensá-la. Destarte, foram estudadas duas técnicas de estimação cega de canal: uma baseada na identificação dos zeros do canal e a outra na subtração da média cepstral (Cepstrum Mean Subtraction - CMS). Por fim, foi observado, através de simulações, que o método proposto aqui é robusto ao ruído aditivo.
LINK PARA PÁGINAS INICIAIS


GUSTAVO LIMA LOSS. SISTEMA DE GERAÇÃO DE PACOTES ÓPTICOS COM DISTRIBUIÇÕES OU PADRÕES DE SINAIS DIGITAIS FRACTAIS E NÃO-FRACTAIS. 01/01/2006
1v. 123p.
Orientador(es): ROSÂNGELA FERNANDES COELHO
Área(s) do conhecimento:
SISTEMAS DE TELECOMUNICAÇÕES
Linha(s) de pesquisa:
PROCESSAMENTO DE SINAIS 
Resumo:
A comutação de pacotes é bastante promissora para os futuros sistemas de comunicações ópticos, especialmente os sistemas WDM, devido às altas e variáveis taxas de transmissão, transparência de formatos e escalabilidade. Para a análise, teórica e experimental, do desempenho de sistemas de comunicações ópticas, do dimensionamento de buffers e enlaces ópticos, assim como o estudo do controle da contenção, é necessária a utilização de geradores de pacotes com distribuições distintas. A geração de diferentes padrões de sinais consiste na representação de sinais reais, tais como áudio, vídeo, voz e dados, e seus parâmetros estatísticos. Com estas representações, pode-se avaliar o comportamento de um sistema de comunicação óptica quando submetido a diferentes sinais de tráfego. Assim, este trabalho propenso, analisa e desenvolve um sistema completo de geração de pacotes ópticos com diferentes distribuições ou padrões de sinais, esperando obter um ambiente de desenvolvimento e análise, que propicie o aprofundamento da pesquisa na área de comutação de pacotes.
LINK PARA O TEXTO COMPLETO


JOÃO TERENCIO DIAS. DESEMPENHO DE ALGORITMOS PARA ESTIMAÇÃO DE PARÂMETROS DE SINCRONIZAÇÃO EM SISTEMAS OFDM. 01/04/2006
1v. 105p.
Orientador(es): ERNESTO LEITE PINTO, JURACI FERREIRA GALDINO
Área(s) do conhecimento:
SISTEMAS DE TELECOMUNICAÇÕES
Linha(s) de pesquisa:
PROCESSAMENTO DE SINAIS 
Resumo:
Ao longo dos últimos anos a técnica OFDM (Orthogonal Frequency Division Multiplexing) tem despertado o interesse de diferentes grupos de pesquisa em todo o mundo, devido às suas potenciais vantagens para aplicação a canais seletivos em freqüência, como é o caso típico dos canais em sistemas de comunicações móveis. No entanto, essa técnica reconhecidamente apresenta grande sensibilidade a erros na estimação de parâmetros de sincronização, tais como o desvio de freqüência entre transmissor e receptor e o instante de início dos símbolos OFDM. Esta sensibilidade merece maior atenção ainda quando se trata de cenários de comunicações móveis. Por esta razão, diversos trabalhos de pesquisa recentes têm proposto técnicas de estimação destes parâmetros. O presente trabalho é dedicado à avaliação de desempenho de diversas destas técnicas através de simulação em computador, além de propor uma modificação em uma delas. O desempenho das técnicas é avaliado através da média e do erro médio quadrático do estimadores. Além disso, também se avalia o efeito da aplicação dos métodos em questão sobre o desempenho de taxa de erros de bit do receptor. No que diz respeito à modelagem de canal, considera-se o modelo AWGN (Additive White Gaussian Noise) e um modelo particular de canal WSSUS (Wide Sense Stationary Uncorrelated Scattering Channel) que tem sido usado em alguns trabalhos internacionais para avaliação de desempenho da transmissão digital de vídeo em sistemas de comunicações móveis. Neste segundo caso, diferentes condições de transmissão são consideradas, particularmente no que diz respeito ao espalhamento em freqüência. O trabalho ainda inclui uma comparação destas técnicas em termos de complexidade computacional . Os resultados apresentados no trabalho evidenciam significativas diferenças de desempenho entre as técnicas, bem como importantes diferenças no que diz respeito à robustez às condições de transmissão. Estes resultados também mostram que a modificação proposta em um dos métodos de estimação produz significativas melhorias de desempenho em relação ao método original, a um custo computacional atraente.
LINK PARA O TEXTO COMPLETO


LEONARDO CAVALCANTI DE SÁ NETO. Avaliação de Desempenho de Equalizadores Turbo de
Baixa Complexidade. 31/03/2006
1v. 148p.
Orientador(es): ERNESTO LEITE PINTO, JURACI FERREIRA GALDINO
Área(s) do conhecimento:
SISTEMAS DE TELECOMUNICAÇÕES
Linha(s) de pesquisa:
COMUNICAÇÕES DIGITAIS
Resumo:
Este trabalho lida com um dos esquemas de recepção iterativa mais estudados por pesquisadores na literatura atual: a equalização turbo. Os algoritmos de recepção baseados em equalização turbo se caracterizam por explorar uma estrutura de treliça e por produzirem taxas de erro de bit baixíssimas quando o sistema de comunicações digitais é empregado para pequenos valores de SNR. Porém, o custo deste desempenho excelente é o aumento da complexidade computacional, que di_culta a implementação prática de algoritmos de equalização turbo em equipamentos de recepção, em particular para canais com memória longa e modulação de e_ciência espectral elevada.
A principal meta deste trabalho é avaliar algoritmos de equalização turbo de complexidade reduzida e com pouca perda de desempenho em relação aos esquemas baseados em treliça. São ainda propostas alterações nestes algoritmos, de tal forma a reduzir ainda mais a sua complexidade computacional.
Também é avaliada o emprego das cartas EXIT, ferramenta amplamente utilizada para fornecer uma previsão de como ocorre a troca de informação suave entre um equalizador e um decodicador, dentro de um esquema de equalização turbo. Atualmente estas cartas são levantadas através de simulações computacionais. Este trabalho se propõe a obtê-las por meio de análise.
LINK PARA O TEXTO COMPLETO


LEONARDO OLIVEIRA DE ARAÚJO. IDENTIFICAÇÃO E CONTROLE DE ALGUMAS CLASSES DE SISTEMAS NÃO-ESTACIONÁRIOS. 01/12/2006
1v. 148p.
Orientador(es): PAULO CESAR PELLANDA, ROBERTO ADES
Área(s) do conhecimento:
CONTROLE DE PROCESSOS ELETRÔNICOS, RETROALIMENTAÇÃO
SISTEMAS ELETRÔNICOS DE MEDIDAS E DE CONTROLE

Linha(s) de pesquisa:
AUTOMAÇÃO E CONTROLE 
Resumo:
Esta dissertação apresenta a identificação e o controle de uma classe de sistemas dinâmicos não-estacionários com representação quasi-LPV. Técnicas de identificação são definidas e simuladas. Três metodologias do tipo escalonamento de ganhos clássico são desenvolvidas. As duas primeiras técnicas de identificação exploradas são lineares. Uma fornece como resultado uma função de transferência discreta e a outra resulta em uma função de transferência contínua. A terceira técnica permite a identificação de sistemas dinâmicos quasi-LPV e depende de uma identificação preliminar de pontos de operação do sistema. Esta última metodologia é aplicada com sucesso na identificação de um modelo não-linear realista de um míssil ar-ar. Em relação às técnicas de controle, a primeira contribuição do trabalho é possibilitar uma escolha sistemática da família de modelos de síntese de controladores LTI a ser interpolada, para uma planta não-linear. A segunda técnica apresentada utiliza uma abordagem quasi-LPV para modelar o sistema. Através de uma realimentação de estados estimados, o objetivo é fixar os autovalores de matriz dinâmica de malha fechada. A terceira metodologia busca o cancelamento do comportamento não-linear de uma modelagem restrita de sistemas não-estacionários. Os resultados das simulações não-lineares indicam a eficiência das técnicas apresentadas para a identificação e o controle de sistemas dinâmicos não-estacionários que possuam representação quasi-LPV.
LINK PARA O TEXTO COMPLETO


MARCIO BARROSO TOSCANO DANTAS. Melhoria de desempenho do protocolo TCP em canais de HF via escolha de parâmetros e emprego de técnicas de controle de erros. 03/03/2006
1v. 105p.
Orientador(es): JURACI FERREIRA GALDINO, ERNESTO LEITE PINTO
Área(s) do conhecimento:
SISTEMAS DE TELECOMUNICAÇÕES
Linha(s) de pesquisa:
COMUNICAÇÕES DIGITAIS
Resumo:
É amplamente conhecido que o protocolo TCP apresenta uma baixa vazão em redes sem fio. Nos últimos anos, com o advento dos novos sistemas de transmissão em HF com capacidade de integração com as redes convencionais baseadas na arquitetura TCP/IP, evidenciou-se a necessidade do desenvolvimento de pesquisas que têm por objetivo melhorar o desempenho do TCP neste cenário de comunicação.
Em recentes trabalhos foram propostas e investigadas alternativas para melhoria de desempenho do TCP no contexto das comunicações em HF, entre as quais destaca-se o uso de protocolos de camada de enlace dotados de mecanismos de correção de erro ARQ com repetição seletiva (ARQ-SR).
O objetivo principal do presente trabalho é avaliar, por meio de simulações computacionais, o desempenho do protocolo TCP em canal de HF típico, considerando o uso de estratégias que vêm sendo propostas para melhorar o desempenho desse protocolo em canais sem _o. Dentre essas estratégias, além do ajuste de parâmetros do supramencionado protocolo, são aqui também investigados o emprego de mecanismo de correção de erro ARQ-SR na camada de enlace e a estratégia de codificação FEC na camada física.
LINK PARA O TEXTO COMPLETO


MICHELE FERREIRA NUNES. Estudo comparativo sobre métodos de identificação para levantamento de modelos a partir de dados de resposta em freqüência. 01/07/2006
1v. 105p.
Orientador(es): GERALDO MAGELA PINHEIRO GOMES, ROBERTO ADES
Área(s) do conhecimento:
CONTROLE DE PROCESSOS ELETRÔNICOS, RETROALIMENTAÇÃO
SISTEMAS ELETRÔNICOS DE MEDIDAS E DE CONTROLE

Linha(s) de pesquisa:
AUTOMAÇÃO E CONTROLE 
Agência financiadora:
 CNPq
Resumo:
As técnicas de controle disponíveis necessitam de modelos capazes de representar as características dinâmicas dos sistemas físicos. A modelagem matemática de tais sistemas nem sempre é viável quando se refere a sistemas de alta complexidade. A identificação de sistemas apresenta-se como uma alternativa na obtenção de modelos aproximados. É possível realizar a identificação de modelos nos domínios do tempo e da freqüência. Este trabalho apresenta um estudo comparativo entre metodologias de identificação no domínio da freqüência, onde o modelo estimado Gen(s) tem seus parâmetros ajustados tomando-se como critério de ajuste a minimização de uma função custo baseado em norma quadrática. Este critério permite aproximar os pontos da resposta em freqüência do modelo estimado com os respectivos pontos de resposta em freqüência medidos no sistema real. Os procedimentos que serão abordados para determinar os coeficientes do modelo estimado neste trabalho foram apresentados em (Levy,1959), (Valle,2005), (Araújo,2006) e (Wulhynek,2002). Para as metodologias apresentadas em (Levy,1959) e (Araújo,2006) foram propostos aperfeiçoamentos com os quais se obteve resultados satisfatórios. Esses aperfeiçoamentos englobam a normalização do vetor de freqüências ?, a aplicação do escalonamento com pivoteamento parcial na resolução do sistema de equações lineares em substituição ao cálculo da pseudo-inversa e a utilização dos pólos estimados por essas duas técnicas na solução analítica do cálculo da posição ótima dos zeros. Ao término do trabalho são apresentados cinco exemplos acadêmicos e um exemplo utilizando os dados de um modelo real de um sistema elétrico de potência de grande porte (New England). Os exemplos abordam diferentes possibilidades de sistemas e visam avaliar e comparar o desempenho das metodologias abordadas.
LINK PARA O TEXTO COMPLETO


RICARDO DE SOUZA TOSCANO. Bloqueador de múltiplas freqüências: Concepção do sistema e estudo de caso para terminais IS-95. 01/08/2006
1v. 89p.
Orientador(es): JOSÉ CARLOS ARAÚJO DOS SANTOS, MAURÍCIO HENRIQUE COSTA DIAS
Área(s) do conhecimento:
SISTEMAS DE TELECOMUNICAÇÕES
TEORIA ELETROMAG., MICROONDAS, PROPAGAÇÃO DE ONDAS, ANTENAS

Linha(s) de pesquisa:
ELETROMAGNETISMO APLICADO 
Resumo:
Este trabalho descreve o conceito de geração de interferência intencional, também denominada de "Contra-Medida Eletrônica (CME)", através da utilização de um dispositivo bloqueador em sistemas que operam com propagação no espaço livre. É realizada uma abordagem sobre a CME do tipo "bloqueio", destacando algumas formas possíveis de implementação desta técnica e seus respectivos conceitos. Tomando como base um modelo genérico da recepção de um sinal em sistemas de telecomunicações, são apresentadas algumas considerações sobre a relação entre a potência do sinal de bloqueio e a potência do sinal do sistema a ser interferido. É realizado o projeto de um dispositivo bloqueador com varredura para a faixa de 590 a 973,4 MHz, assim como sua respectiva implementação. São sugeridas algumas topologias para operação desse dispositivo em múltiplas bandas de freqüências. É apresentado um estudo de caso para a condição de bloqueio sobre o sistema de telefonia móvel CDMA (IS-95). É elaborada uma simulação, através do programa MatLab 7.0 (Simulink), envolvendo um modelo do canal de tráfego do CDMA (IS-95) e uma réplica de um dispositivo bloqueador. Os resultados obtidos durante os eventos de simulação são apresentados e comentados. Em virtude da implementação do dispositivo bloqueador, são realizados testes práticos de geração de interferência sobre o sistema CDMA e os resultados obtidos são também apresentados e comentados.
LINK PARA O TEXTO COMPLETO